Saúde

Orientações para Evitar a Fadiga Adrenal através da Alimentação

Publicado em:

11/1/2024

Atualizado em:
11/1/2024
Mulher com fadiga mental

A "fadiga adrenal" é um termo não reconhecido pela maioria das comunidades médicas, mas frequentemente usado para descrever um conjunto de sintomas inespecíficos, como cansaço e estresse.

Enquanto as glândulas adrenais podem de fato exaurir-se devido a estresse crônico, o que resulta em desequilíbrios hormonais que afetam a energia, a ideia de "fadiga adrenal" como uma condição médica distinta é controversa.

No entanto, os seguintes conselhos nutricionais podem apoiar a função adrenal e, em geral, melhorar a energia e o bem-estar:

1. Comer Pequenas Refeições Frequentes:

Considera-se que manter um nível de açúcar no sangue estável é fundamental para evitar picos e quedas de energia, que podem estressar o corpo. Isso pode ser conseguido através de uma alimentação consistente e regular ao longo do dia.

2. Reduzir o Consumo de Café e Álcool:

Estimulantes como a cafeína e o álcool podem interferir no sono e aumentar o estresse no corpo. Moderação ou eliminação destes pode ajudar a manter a energia natural.

3. Hidratação Adequada:

Beber bastante água é essencial para os processos metabólicos e para manter a energia. Desidratação pode levar à fadiga.

4. Minimizar Açúcares e Carboidratos Refinados:

Dietas ricas em açúcares e carboidratos refinados podem causar flutuações nos níveis de açúcar no sangue e energia. Prefira fontes de carboidratos complexos como grãos integrais.

5. Alimentos Ricos em Proteínas e Gorduras Saudáveis:

Proteínas de fontes como peixes, aves, nozes e legumes, junto com gorduras saudáveis encontradas em abacates, nozes e sementes, podem ajudar a manter os níveis de energia estáveis.

6. Incluir Alimentos Nutrientes-Densos:

Foco em alimentos ricos em vitaminas do complexo B e magnésio, como vegetais folhosos verdes, nozes e sementes, pois são essenciais para a produção de energia celular.

7. Limitar Alimentos Processados e Fast Foods:

Esses alimentos tendem a ser pobres em nutrientes e ricos em calorias, contribuindo para a fadiga e o estresse no corpo.

8. Adaptogênicos Naturais:

Embora seja preciso mais pesquisas, alguns afirmam que certas ervas chamadas adaptogênicos, como ashwagandha e ginseng siberiano, podem suportar a função adrenal.

9. Monitorar Ingestão de Sal:

As glândulas adrenais também produzem hormônios que ajudam a regular o equilíbrio de água e sal no corpo. Enquanto a ingestão excessiva de sal deve ser evitada, pessoas com doença de Addison - um verdadeiro insuficiência adrenal - podem precisar de mais sal na dieta.

Dificuldade em perder peso, cansaço excessivo, falta de disposição?
Conheça a experiência LitiHomem-preparando-uma-salada
Newsletter Assuntos em Alta

Conclusão:

Cuidar das glândulas adrenais envolve um estilo de vida saudável com alimentação equilibrada, redução do estresse, sono adequado e exercícios regulares. Para uma orientação adequada e um plano individualizado, especialmente se houver preocupações com a fadiga crônica ou o funcionamento das adrenais, é aconselhável consultar um médico ou um nutricionista.

Newsletter Assuntos em Alta
Mulher-abrindo-liti-box
Seu copiloto para um novo estilo de vida
Conte com um cuidado contínuo para perder peso e viver com saúde.
Conheça a Liti
Descubra o plano para você
Liti Saúde

Escrito por

Liti Saúde
Artigo em revisão médica
logo-spotifylogo-instagramlogo-youtubelogo-linkedin
Logo-liti
CNPJ: 41.932.733/0001-41
descubra o plano para você