Saúde

Tratamento com testosterona: entenda os riscos

Publicado em:

30/1/2024

Atualizado em:
30/1/2024
pílulas de testosterona

O tratamento com testosterona, conhecido como terapia de reposição de testosterona (TRT), pode ser prescrito para homens com níveis clinicamente baixos de testosterona, uma condição chamada hipogonadismo.

Embora possa oferecer benefícios em certas situações, como melhora da libido, aumento de massa muscular, densidade óssea e disposição, também há riscos significativos associados ao seu uso.

Riscos Potenciais do Tratamento com Testosterona:

Problemas Cardíacos: Estudos sugerem que a TRT pode aumentar o risco de problemas cardíacos, como ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais, especialmente em homens mais velhos.

Problemas de Sangue: A terapia pode levar a um aumento na produção de hemácias, o que pode resultar em uma condição conhecida como policitemia, aumentando o risco de trombose.

Efeitos no Sistema Reprodutivo: O uso de testosterona exógena pode suprimir a produção de espermatozoides e levar à infertilidade temporária.

Aumento da Próstata: Os homens em TRT precisam de monitoramento regular do tamanho e da saúde da próstata, pois a terapia pode piorar problemas preexistentes e aumentar o risco de câncer de próstata.

Efeitos Cutâneos: Alguns homens podem desenvolver acne ou pele oleosa devido à terapia de testosterona.

Distúrbios do Sono: A apneia do sono pode piorar em alguns homens que usam a TRT.

Alterações Psicológicas e Comportamentais: Embora possa melhorar o humor e a energia em alguns homens, a testosterona também pode aumentar a agressividade e impulsividade em outros.

Ginecomastia: O aumento do tecido mamário nos homens pode ocorrer como resultado da terapia de testosterona.

Riscos Legais e de Abuso: Usar a TRT sem prescrição médica ou além das doses recomendadas é ilegal e pode ser perigoso.

Compreendendo os Benefícios e Riscos:

A decisão de iniciar a TRT deve ser baseada em uma avaliação cuidadosa dos riscos e benefícios.

Homens com hipogonadismo diagnosticado que sofrem sintomas de baixa testosterona são candidatos típicos para a terapia.

É essencial que a TRT seja monitorada por um profissional de saúde para garantir níveis adequados de testosterona e minimizar os riscos.

Dificuldade em perder peso, cansaço excessivo, falta de disposição?
Conheça a experiência LitiHomem-preparando-uma-salada
Newsletter Assuntos em Alta

Conclusão:

O tratamento com testosterona pode ser útil para certas condições médicas sob supervisão rigorosa, mas os riscos associados ao tratamento devem sempre ser considerados. A terapia deve ser administrada e monitorada por um médico qualificado. Pacientes que estão considerando ou já estão em TRT deverão fazer exames de sangue regulares e avaliações médicas contínuas para garantir que os benefícios da terapia superem os riscos potenciais.

Newsletter Assuntos em Alta
Mulher-abrindo-liti-box
Seu copiloto para um novo estilo de vida
Conte com um cuidado contínuo para perder peso e viver com saúde.
Conheça a Liti
Descubra o plano para você
Liti Saúde

Escrito por

Liti Saúde
Artigo em revisão médica
logo-spotifylogo-instagramlogo-youtubelogo-linkedin
Logo-liti
CNPJ: 41.932.733/0001-41
descubra o plano para você